sexta-feira , setembro 17 2021
Home / Esporte / Brasil tem dia dourado em abertura do atletismo nas Paralimpíadas

Brasil tem dia dourado em abertura do atletismo nas Paralimpíadas

O Correio traz o resumo das participações dos brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Tóquio no dia que rendeu cinco ouros e o 6º lugar no quadro geral de medalhas

Brasil conquistou quatro medalhas de ouro e de duas de bronze no atletismo, com direito a dobradinha verde-amarela nos 100m da classe T47 – (crédito: ALE CABRAL/CPB)

O terceiro dia do Brasil nos Jogos Paralímpicos de Tóquio-2020 foi marcado pelas cinco subidas ao lugar mais alto do pódio. O resultado fez com que o país disparasse no quadro geral de medalhas, saindo do 10º para o 6º lugar. O atletismo foi o grande responsável pelo dia dourado: das pistas, saíram quatro medalhas. O brasiliense da natação Wendell Berlamino também entrou no grupo dos campeões. Os atletas verde-amarelos ainda conquistaram uma prata e três bronzes. No tênis de mesa, Cátia Oliveira também garantiu a terceira colocação.

» Natação

As águas do Centro Aquático de Tóquio vêm inspirando os nadadores brasileiros. Wendell Berlarmino, de Brasília, conquistou o ouro nos 50m livre S14, o segundo do Brasil na piscina paralímpica da capital japonesa. Gabriel Bandeira também brilhou na manhã desta sexta-feira. O atleta faturou a prata nos 200m livre S14 e volta para casa com duas medalhas na mala. Nos 100m costas S12, Maria Carolina Santiago subiu ao terceiro lugar do pódio.

Outros brasileiros também estiveram na piscina no dia paralímpico, mas não chegaram ao sonhado pódio. Esthefany Rodrigues e Joana Euzébio, dos 50m borboleta S5, chegaram a ir à final, mas terminaram na 7ª e 4ª colocação, respectivamente. Matheus Souza, dos 50m livre S11, também teve chance de brigar por medalha, no entanto, ficou em 6º lugar. Daniel Dias, que já ganhou três medalhas de bronze nesta edição dos Jogos Paralímpicos, não conseguiu conquistar a 28ª medalha. Ele encerrou a final dos 50m borboleta na 6ª colocação. E Felipe Caltran ficou para trás ainda na fase classificatória dos 200m livre S14.

» Goalball

A Seleção feminina ainda não conseguiu a primeira vitória nas Paralimpíadas. Após a derrota para os Estados Unidos, o trio conseguiu arrancar um empate, por 4 x 4, com as anfitriãs japonesas. A próxima partida será contra a Turquia. Já a masculina se garantiu nas quartas de finais ao derrotar a Argélia, por 10 x 4. O último jogo deles será contra o Japão.

» Atletismo

O Brasil faturou quatro medalhas de ouro no primeiro dia do atletismo nas Paralimpíadas de Tóquio. Yeltsin Jacques abriu a contagem, após vencer o japonês Kenya Karasawa em uma disputa emocionante na reta final dos 5.000m T11. Na mesma prova, Julio Cesar Santos terminou em 7º lugar. Silvânia Oliveira sagrou-se bicampeã paralímpica no salto em distância T11, enquanto a compatriota Lorena Spoladore, bronze na Rio-2016, deixou o pódio escapar por pouco, ao terminar na 4ª colocação.

Outro brasileiro a subir no lugar mais alto do pódio foi Wallace Santos, que foi campeão do arremesso de peso F55 com direito a quebra de recorde paralímpico, com 12.63m.

Nos 100m T47, teve dobradinha brasileira no pódio. Petrúcio Santos faturou o ouro e Washington Junior, o bronze. O estreante Lucas Lima chegou a ir à final, mas ficou na 6ª colocação. No arremesso de peso F37, João Victor Silva também conquistou o bronze e Emanoel Victor Oliveira terminou em 7º lugar.

Nos 100m T12, Joeferson Oliveira avançou para a final, mas Fabrício Ferreira e Kesley Teodoro não se classificaram. Nos 400m T11, Jhulia Karol Santos foi até a semifinal e Thalita Simplício brigará por medalha. Fernanda Yara Silva disputará o pódio dos 440m T47.

Ricardo Mendonça e Cristian Costa, dos 100m T37, foram à final e terminaram em 5º e 7º, respectivamente. Já Mateus Cardoso não se classificou. Vanessa Cristina, dos 5.000m T54, Ricardo Oliveira, do salto em distância T11, e Edneusa Santos, dos 1.500m T13, ficaram bem distantes do pódio.

» Vôlei sentado

A Seleção feminina, bronze na Rio-2016, estreou nas Paralimpíadas de Tóquio com vitória por 3 sets a 2. As brasileiras tiveram dificuldades para garantir a vitória diante do Canadá. A conquista veio somente no tie-break. O próximo desafio será contra as anfitriãs japonesas, no domingo (29/8).

» Remo

Renê Pereira foi o destaque da noite no skiff simples PR1. Ele carimbou a vaga na final, ao vencer a bateria. A remadora Claudia Sabino competiu na mesma categoria, mas no feminino, e terminou em 4º lugar, indo para a repescagem.

Josiane Lima e Michel Pessanha entraram nas águas da Baía de Tóquio pelo skiff em dupla misto na categoria PR2. Elas terminaram em 5º lugar e também vão para repescagem. Na prova por equipe, Ana Paula Souza, Diana Oliveira, Valdeni Junior, Jairo Klug e Jucelino Silva também ficaram na 5ª colocação e vão para repescagem em busca de uma vaga na final.

» Ciclismo

André Grizante, no C4 4.000m, e Lauro Chaman, no C5 4.000m, ficaram para trás na fase de classificação. Carlos Alberto Soares, do contrarrelógio C1-3 1.000m, também ficou longe do pódio e conseguiu somente a 20ª colocação. Ana Raquel Lins seguiu a tendência do ciclismo brasileiro no dia. Competindo no contrarrelógio C4-5 500m, terminou em 11º.

» Tênis de mesa

O terceiro dia teve dez partidas brasileiras. Cátia Oliveira enfrentou a italiana Giada Rossi e avançou às semifinais com vitória por 3 sets a 0. Israel Stroh venceu o australiano Jake Ballestrino por 3 a 0, avançando às quartas de finais, mas caiu na sequência para o chinês Keli Liao, por 3 a 1.

Paulo Sérgio Filho e Bruna Alexandre venceram as suas partidas pela fase de grupos, por 3 a 2 e 3 a 1, respectivamente. Danielle Rauen, Lethícia Rodrigues, Joyce Oliveira, David Andrade, Carlos Carbinatti e Millena Santos foram derrotados.

» Judô

Thiego Marques e Karla Cardoso entraram no tatame da Arena Nippon Budokan, na noite de quinta-feira. O brasileiro estreou com derrota por ippon para o japonês Takaaki Hirai e deu adeus aos Jogos Paralímpicos. A judoca também perdeu por ippon para a alemã Ramona Brussig e, na sequência, para a russa Alesia Stepaniuk.

» Tiro com arco

Helcio Luiz Perilo e Rejane Silva do W1 individual, Jane Karla Gogel do arco composto e Fabiola Dergovics, recurvo, obtiveram bons resultados nas classificatórias. Os brasileiros avançaram para as oitavas de finais. Andrey de Castro, composto, e Heriberto Roca, recurvo, também fizeram bonito e se garantiram na próxima fase.

» Tênis em cadeira de rodas

A primeira rodada foi recheada de derrotas, nenhuma das cinco partidas do Brasil geraram vitórias. Daniel Rodrigues enfrentou o suéco Stefan Olsson e foi derrotado por 2 a 0. Mauricio Pomme também caiu para o sul-coreano Sang-Ho Oh com o mesmo resultado. Rafael Medeiros também cedeu à pressão do Marroquino Lhaj Boukartacha.

Gustavo da Silva enfrentou o sul-afriacno Leon Els e ainda conseguiu vencer um set. No entanto, por 2 a 1, juntou-se aos companheiros derrotados. A dupla do feminino Ana Caldeira e Meirycoll Duval perderam para as chinesas Huimin Huang e Jinlian Huang por 2 a 0.

 

» Hipismo

Sergio Froes encerrou a participação no adestramento. Montado em um Milenium, o cavaleiro ficou na 10ª colocação com a pontuação de 69.643.

Fonte: www.correiobraziliense.com.br

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta