domingo , agosto 19 2018
Home / Esporte / LIBERTADORES: Tevez marca no fim, rouba a cena e Palmeiras empata com Boca por 1 a 1

LIBERTADORES: Tevez marca no fim, rouba a cena e Palmeiras empata com Boca por 1 a 1

O jogo entre Palmeiras e Boca Juniors era um dos mais esperados da Libertadores desde o sorteio da fase de grupos. Apenas os cinco minutos finais atenderam a essa expectativa. Keno marcou aos 44 minutos do 2º tempo, depois de brilhante passe de Guerra e fez o estádio explodir. Dois minutos depois, no entanto, Tévez empurrou para o fundo das redes e empatou por 1 a 1 já nos acréscimos após falha de Antônio Carlos.  Sem títulodfgwetwmimimimi

No primeiro jogo após a polêmica final do Paulista e ainda sob o efeito da derrota que tem consequências até hoje, o time titular veio com as trocas de Victor Luís e Willian por Diogo Barbosa e Keno. Depois de um bom começo, a dupla sumiu na catimba dos rivais e caiu bastante na pilha de uma nervosa torcida. No segundo tempo, o time melhorou com a saídas de Borja e Lucas Lima e viu os adversários reagirem com a entrada de Tévez.

Com exceção dos 10 minutos iniciais, a partida foi marcada por bastante falta e jogo travado. Os argentinos não se importavam em fazer cêra e valorizar as jogadas de falta. Os palmeirenses, por sua vez, demonstraram bastante nervosismo e erravam no passe final antes da finalização durante quase todo o jogo.

Agora, o Palmeiras fica com 7 pontos, com 2 à frente do Boca, o vice-líder que tem 5. Os dois voltam a se encontrar na próxima rodada, mas agora em Buenos Aires, no dia 24 de abril, às 21h45. Junior Barranquilla e Alianza Lima completam o grupo e só jogam pela terceira rodada no próximo dia 19.

Rubens Cavallari

Felipe Melo disputa no alto durante Palmeiras x Boca Juniors pela Copa Libertadores

Felipe Melo começa a partida em destaquefelipe-melo-disputa-no-alto-durante-palmeiras-x-boca-juniors-pela-copa-libertadores-1523499263096_615x300

O esperado duelo entre Felipe Melo e os argentinos precisou de 12 minutos para resultar em um cartão amarelo. Em um lance em que o juiz já havia dado falta para o Palmeiras, o volante deixou o pé em Abila fora do lance e já foi advertido. Quase que no lance seguinte, o camisa 30 subiu em uma disputa aérea com o braço na cabeça do adversário e voltou a ser advertido. Todo o lance do meio-campista era motivo de aflição do palmeirense com medo da expulsão. As câmeras da TV Globo chegaram a flagrar ele conversando com o Roger: “Desse jeito vai ter que me tirar”, reclamando de perseguição.

Time e torcedores mostram mostram “pilha” com juiz

O estilo de jogo do Boca Juniors, que sabia fazer cera e valorizar determinadas jogadas, fez o Palmeiras mostrar mais nervosismo que o comum. Embalados pela torcida, os jogadores começaram a reclamar seguidamente da arbitragem do uruguaio Andrés Cunha e viu seu rendimento cair. Se nos 10 minutos iniciais dominou todas as ações, com o decorrer do tempo, apresentou dificuldades em criar jogadas.  Sem títulozvxbndfhf

Reencontro do Boca com estádio tem rede na arquibancada

O Boca Juniors foi o último time a jogar no antigo Parque Antártica. Os argentinos duelaram com os donos da casa em jogo festivo em 2010, às vésperas da reforma do estádio para a Arena. Oito anos depois, eles voltam a jogar pela primeira vez na casa alviverde. Nas arquibancadas do visitante, havia uma rede protetora para evitar que objetos fossem atirado nos palmeirenses que assistiam ao jogo na parte inferior. Esse tratamento é novo se comparado aos últimos jogos e foi um pedido da Polícia Militar.

Torcida persegue jornalistas e canta contra Globo

Ainda revoltados com a polêmica arbitragem na final do Paulista, a torcida resolveu perseguir a imprensa. Por conta da suposta interferência com imagens da Rede Globo, os torcedores gritaram por mais de uma vez contra a emissora. Outros veículos de mídia também eram xingados nos diversos setores do estádio. Contra o Corinthians, um torcedor atirou uma lata de lixo em narradores que trabalhavam na tribuna de imprensa. A Federação Paulista de Futebol também foi xingada.

Roger testa Willian de centroavante

Borja não teve uma das noites mais felizes. Artilheiro do Paulista, o colombiano errou lances básicos e não conseguia nem sequer segurar a bola para fazer o pivô. No início do segundo tempo, Roger decidiu mudar o esquema de seu ataque e colocou Willian de camisa 9, dando mais mobilidade ao setor. A troca já fez o Palmeiras chegar mais ao ataque quase que instantaneamente. Depois, colocou Moisés no lugar de Lucas Lima. Por fim, escalou Guerra no posto de Bruno Henrique.Sem títulom

Bruno Henrique perde chance cara a cara

O jogo estava bastante truncado, com poucas chances para os dois lados. No meio do segundo tempo, o total de faltas já ultrapassava o número 30. Em uma levantada na área, a bola sobrou para Bruno Henrique dentro da pequena área. O volante tentou acertar um chute forte, mas colocou por cima do goleiro, para o desespero dos quase 40 mil pessoas que estavam no Allianz Parque.

Guerra faz passe brilhante e acha Keno. Boca empata nos acréscimos

Guerra acabara de entrar e criou a chance que decidiu o jogo. O venezuelano aproveitou bobeira de seu rival, deu passe maravilhoso de trivela e achou Keno. O atacante tocou para o fundo da rede e abriu o placar. Tévez empatou para o Boca.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 X 1 BOCA JUNIORS

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Data: 11/04/2018

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Andrés Cunha (Uruguai)

Público: 37.192

Renda: R$ 4.426.402,50

Gol: Keno, aos 44 minutos do 2º tempo; Tévez, aos 46 minutos do 2º T

Cartão amarelo: Felipe Melo e Keno (Palmeiras); Magallán (Boca)

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Guerra) e Lucas Lima (Moisés); Dudu, Borja (Willian) e Keno. Técnico: Roger Machado

BOCA JUNIORS: Rossi; Jara, Goltz (Vergini), Magallán e Fabra; Barrios, Reynoso (Buffarini) e Pérez; Pavón, Ábila e Cardona (Tévez).

Técnico: Guillermo Barros Schelotto

Fonte: UOL esportes

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta