domingo , agosto 9 2020
Home / Notícias / Nacional / Justiça decreta prisão preventiva de médico responsável por clínica de abortos

Justiça decreta prisão preventiva de médico responsável por clínica de abortos

O médico, de acordo com a delegacia, atuava em três regiões do Rio de Janeiro — Foto: Reprodução

A Justiça do Rio decretou, nesta segunda-feira, a prisão preventiva de Bruno Gomes da Silva. O ex-médico – que teve o CRM cassado – é apontado como responsável por uma clínica de abortos.

Na sexta-feira, agentes da 38ª DP (Brás de Pina) realizaram a prisão de Bruno e de um assistente que o auxiliava nos procedimentos da clínica clandestina. Três mulheres e o marido de uma delas, que estavam no local, também foram detidos na sala de espera. Eles vão responder pelo crime de aborto.

De acordo com as investigações um médico e o auxiliar realizavam o procedimento em diversos espaços espalhados pela cidade para dificultar o trabalho da polícia. As investigações apontaram, ainda, que o local onde seriam realizados os procedimentos somente era repassado para as pacientes no dia do ato para dificultar a ação policial. O médico, de acordo com a delegacia, atuava em três regiões em Brás de Pina, Vila Isabel e Campo Grande.

Fonte: O DIA

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta