domingo , março 24 2019
Home / Notícias / Nacional / Homem tenta assaltar lutadora do UFC e acaba apanhando

Homem tenta assaltar lutadora do UFC e acaba apanhando

A lutadora Polyana Viana suspeitou que o assaltante não estive armado e reagiu, atingindo-o com dois socos e um chute

A lutadora já havia passado por situação semelhante em Belém
Arquivo Pessoal

A lutadora do Ultimate Fighting Championship (UFC) Polyana Viana (26) reagiu a um assalto no Rio de Janeiro no último sábado (5), e o assaltante acabou levando a pior. De acordo com relato da lutadora ao site “MMA Junkie”, por volta das 20h, a paraense aguardava um Uber em frente ao seu condomínio em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade, quando um homem aproximou-se e sentou-se ao lado dela em um canteiro.

“Ele me perguntou as horas, eu disse e percebi que ele não tinha ido embora. Então, eu já guardei o telefone na minha cintura. Então, ele disse ‘Me dê o telefone. Não tente reagir porque eu estou armado’. E então colocou sua mão sobre (uma arma), mas eu percebi que era muito mole”, contou ao site especializado em lutas.

Como o assaltante estava muito próximo, a lutadora pensou que, caso fosse realmente uma arma, ele não teria tempo de sacá-la antes se ela reagisse. Então, ela se levantou e acertou o homem com um chute e dois socos. Quando ele caiu, Viana o imobilizou com um mata-leão e o sentou de volta no canteiro, mantendo-o imobilizado. No fim, a arma não era arma, mas apenas um pedaço de papel recortado no formato de uma.

Ao site do Canal Combate, a lutadora declarou que estava sozinha na hora do assalto. Depois que ela conseguiu imobilizar o assaltante, pessoas pararam para tirar fotos e perguntar “se era assalto ou se eu estava batendo nele de graça”. Ela pediu a um motoboy que chegava ao prédio para chamar a polícia. Ao registrar o boletim, a lutadora diz ter sido informada que o homem estava livre a pouco tempo, após três anos preso. De acordo com o MMA Junkie, ao ver que não conseguiria fugir, e com medo de apanhar mais, o homem chegou a pedir para que ela chamasse os policiais.

Não foi a primeira vez que Polyana passou por situação semelhante. Segundo o site americano, quando ainda morava em Belém, ela deu um soco em um assaltante que tentou levar seu celular. Após o golpe, o homem subiu na garupa da moto dirigida pelo comparsa e fugiu, deixando a lutadora com o prejuízo de um guarda-chuva quebrado.

Fonte: Diário do Nordeste

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta