segunda-feira , setembro 21 2020
Home / Esporte / Fortaleza garante R$ 9,5 milhões e percentual de venda futura de Everton Cebolinha; veja detalhes

Fortaleza garante R$ 9,5 milhões e percentual de venda futura de Everton Cebolinha; veja detalhes

Na negociação, clube também fez acordo com o Grêmio para devolver o volante Michel sem custos Everton foi revelado pelo Fortaleza, sendo vendido ao Grêmio por R$ 300 mil Foto: Lucas Uebel / Grêmio

O Fortaleza receberá um valor imediato próximo de R$ 9,5 milhões com a venda de Éverton ‘Cebolinha’ ao Benfica, de Portugal, e terá direito ao percentual de 1,6% em caso de futura venda do atacante. A Coluna confirmou todos os detalhes com o presidente tricolor Marcelo Paz.

O acordo foi firmado com o Grêmio na última semana, com pagamento sendo repassado aos cofres tricolores a partir do dia 15 de setembro em parcela única, ou seja, de modo integral. A data é o prazo do clube europeu para pagar ao time gaúcho, que tem a obrigação de entregar a parte do Fortaleza.

Everton foi negociado por 20 milhões de euros (R$ 127,6 milhões). Na negociação, o Fortaleza tinha 10% dos direitos econômicos do atleta, mas aceitou reduzir o percentual, assim como todos os demais envolvidos, para concretizar a venda. Como há supervalorização do euro, a queda de percentual afetou pouco ao fim do acordo.

Assim, o time tricolor ficou com percentual próximo de 8%, mas recebeu descontos de comissões de venda e detalhes burocráticos do contrato – mecânica padrão de venda internacional. Por isso, o saldo é de R$ 9,5 mi.

O valor será acrescido da claúsula de formação, da qual o Fortaleza tem direiro a 0,63%. Esse pagamento é de responsabilidade exclusiva do Benfica, que ainda irá efetuar a transferência.

Durante as tratativas com o Grêmio sobre Everton, o Fortaleza conseguiu a devolução do volante Michel, que estava emprestado ao Tricolor até dezembro e se recupera de uma cirurgia. Assim, o retorno do atleta ao plantel gaúcho não envolve nenhum custo aos cofres do Fortaleza.

Em tempoEverton assina com o Benfica por cinco temporadas e tem multa de 150 milhões de euros (R$ 965 milhões). A possibilidade de negociação futura é tida como excelente pela aposta de crescimento do atacante no cenário internacional. Em 2019, por exemplo, o time português negociou João Félix ao Atlético de Madrid por € 126 milhões (na época, R$ 543 milhões). 

Fonte: Diário do nordeste

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta