terça-feira , março 9 2021
Home / Destaque / Casal e estudante mortos em acidente durante viagem de Brasília a Sobral são sepultados

Casal e estudante mortos em acidente durante viagem de Brasília a Sobral são sepultados

Corpos foram encontrados em Formosa do Rio Preto (BA). Família passaria as férias no Ceará  Corpo de José Cleves Araújo chegou a Santana do Acaraú nesta quinta-feira, após ser velado em Brasília. Foto: Maristela Glaucia

O corpo do técnico em radiologia José Cleves de Araújo chegou, nesta quinta-feira (21) ao cemitério da localidade de Chora, a 15 quilômetros do Centro de Santana do Acaraú, no Ceará. Ele, a namorada dele e técnica em radiologia Thatiele Cardoso Aures, e a filha de José, a estudante Giovana Araújo, foram encontrados sem vida em um carro em Formosa do Rio Preto (BA), quando seguiam viagem de Brasília rumo a Sobral. O corpo de Thatiele foi sepultado no Distrito Federal na última quarta (20), conforme informações do portal G1.

Os três foram encontrados mortos na segunda-feira (18). Uma equipe de buscas que estava a pé encontrou o carro com os corpos em uma ribanceira, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) da Bahia. Os corpos foram velados em Brasília, onde moravam.

Início das buscas

Carro foi localizado por moradores de Formosa do Rio Preto, em área de difícil acesso. Foto: reprodução/redes sociais

Conforme a irmã de José, Sônia Cordeiro, os três perderam contato com a família na terça-feira (12), após passarem pelo município de Luís Eduardo Magalhães. Ela disse que o irmão afirmou que voltaria a ligar, mas isso não aconteceu. A PRF iniciou as buscas no sábado (16). 

Após o veículo ser encontrado, às 12h40 da segunda, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local e constatou os óbitos.

A hipótese é de que o motorista tenha cochilado no decorrer do trajeto, e o carro, saído da pista, capotando e caindo da ribanceira. A PRF acredita que é possível que algum deles tenha sobrevivido à queda, mas não conseguido deixar o carro, que caiu em área de pouca visibilidade em razão da vegetação.

Fonte: Diário do nordeste

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta