terça-feira , março 9 2021
Home / Destaque / Cariri se prepara para vacinação contra Covid-19; câmaras frias chegam em Barbalha

Cariri se prepara para vacinação contra Covid-19; câmaras frias chegam em Barbalha

FOTO: Divulgações /ASCOM Barbalha

O Cariri já começa a se preparar para receber as primeiras doses da vacina contra o novo coronavírus, prevista ser distribuída no Ceará a partir da próxima quarta-feira (20). Alguns municípios da região já começam a receber insumos e materiais a serem utilizados na vacinação, como é o caso de Barbalha, que nesta sexta-feira (15), começou a receber as primeiras câmaras frias para armazenagem das vacinas.

Crato já conta com um plano de vacinação pronto a ser divulgado na próxima semana, e Juazeiro do Norte deve começar a treinar os profissionais da saúde para aplicação das vacinas, que devem ocorrer em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), já devidamente equipadas com câmaras frias.

O governador Camilo Santana e o Secretário de Saúde do Estado, bem como o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems-CE), garantiram que todos os municípios cearenses contarão com seringas e agulhas para aplicação das doses.

Câmaras refrigeradas

As câmaras refrigeradas, ou câmaras frias, começaram a chegar a municípios com menos 100 mil habitantes, inicialmente. No Crajubar, o primeiro município contemplado foi Barbalha, que já nesta sexta recebeu as primeiras unidades do equipamento que irá acondicionar adequadamente as doses.

A Secretaria de Saúde do município informou em nota que recebeu duas câmaras frias, e que na próxima semana elas serão abertas, após avaliação da estrutura onde serão instaladas. A pasta informa ainda que essa análise será feita com uma equipe de saúde do Governo do Estado.

Crato, apesar de ter mais de 100 mil habitantes, também deve receber unidades do equipamento, que devem integrar algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS). De acordo com a prefeitura, todo processo entre as pastas de saúde do município, do Estado e Ministério da Saúde já estão sendo encaminhados para que isto ocorra. A Secretaria de Saúde também está efetuando parceria com a Universidade Regional do Cariri (URCA), que irá doar câmaras frias para equipar as unidades de saúde.

A secretária de Saúde de Juazeiro do Norte, Francimones Rolim Albuquerque, informou a imprensa que, como a vacina encomendada pelo Governo do Estado pode ser acondicionada entre 2ºC e 8ºC positivos, a estrutura atual da rede de frios da saúde do município pode acomodar tranquilamente a armazenagem de todas as doses que devem chegar, não sendo necessário no momento a aquisição e novos equipamentos.

Vacinação

Na última semana, o Crato informou que já existe um plano de vacinação pronto no município, que deve ser divulgado e aplicado a partir da próxima semana. Segundo a Secretaria de Saúde do município, serão R$ 7 milhões para adquirir vacinas de combate à Covid-19, oriundos de transferências para a execução das despesas do Governo Federal e de emendas parlamentares destinadas ao município.

Barbalha informou em nota ainda nesta sexta que o “Plano de Vacinação está sendo finalizado e, em breve, o município passará a informar a quantidade e os públicos prioritários”.

Juazeiro do Norte também está elaborando um plano de vacinação, a ser divulgado na próxima semana. O município, inclusive, já definiu que as vacinas serão aplicadas em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade, bem como irão promover toda a equipe de vacinação já existente em todas estas unidades para aplicar as doses, devendo estes receber um breve treinamento para esta especificidade. Na oportunidade, também será realizado no treinamento a introdução de quais grupos devem receber as doses e quais as contraindicações.

“Nossa equipe já está em fase de planejamento, como o cadastramento de salas, dos postos de saúde e dos profissionais da vacinação. No que concerne a disponibilização das vacinas, isto é uma competência do Estado, e nós ainda estamos aguardando quando é que estaremos recebendo a vacina. Quanto aos grupos prioritários, estes serão determinados pelo Ministério da Saúde e estamos no aguardo destas informações, inclusive a quantidade de vacinas para esses grupos e a meta a ser atingida. Toda a equipe será preparada para vacina-los”, completa a secretária Francimones.

Fonte:  www.badalo.com.br

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta