sábado , junho 6 2020
Home / Destaque / Camilo Santana diz que Ceará deve receber equipamentos hospitalares para enfrentamento ao coronavírus até 15 de abril

Camilo Santana diz que Ceará deve receber equipamentos hospitalares para enfrentamento ao coronavírus até 15 de abril

A lista deve incluir equipamentos de proteção individual, respiradores e outros insumos O governador Camilo Santana fez pronunciamento pelas redes sociais nesta segunda-feira (6) (Foto: Reprodução/Facebook)

Parte dos equipamentos comprados pelo Governo do Estado para o combate à pandemia do novo coronavírus deverá chegar até o dia 15 de abril. Os produtos, comprados na China, deverão começar a ser entregues ainda nesta semana. A informação foi confirmada pelo governador Camilo Santana durante uma transmissão ao vivo pelo Facebook, na tarde desta segunda-feira (6).

“Essa semana já se inicia a chegada de equipamentos e até o fim da primeira quinzena [de abril] já chegue parte dos equipamentos comprados fora do Brasil para equipar os hospitais no Ceará”, disse Camilo.

A lista deve incluir equipamentos de proteção individual, respiradores e outros insumos.

O Ceará tem 1.023 casos confirmados de coronavírus e 31 óbitos, segundo balanço da Secretaria da Saúde do Estado divulgado nesta segunda.

O governador ainda destacou a dificuldade que o Estado tem enfrentado para comprar esses equipamentos. Para minimizar os problemas de competitividade na hora de adquirir os insumos no mercado internacional, o Governo do Ceará tem se reunido com outros governos de estados nordestinos para fazer compras coletivas.

“Muitas empresas aqui já estão produzindo máscaras e outros materiais de equipamento de proteção individual, pois é importante termos estoques para proteger os profissionais de saúde”, disse Camilo.

Renda básica
O governador do Ceará também destacou que teve uma reunião com governadores do Nordeste que há uma preocupação relacionada à liberação da renda básica aos trabalhadores informais.

A medida do Governo Federal deverá pagar R$ 600 para os trabalhadores sem carteira assinada.

No Ceará, segundo levantamento do Governo do Estado, 2,8 milhões de pessoas deverão ser beneficiadas.

“Temos a preocupação da liberação da renda emergencial, que é a ajuda para trabalhadores informais. Isso é fundamental. Nós fizemos um levantamento que diz que 2,8 milhões deverão receber esse auxílio no Ceará, então estamos preocupados para que o Governo Federal faça essa liberação”, revelou Camilo.

Fonte: G1 CE

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta