domingo , agosto 9 2020
Home / Notícias / Nacional / Baleia salva por voluntários reaparece morta em praia de Alagoas

Baleia salva por voluntários reaparece morta em praia de Alagoas

Baleia salva por voluntários reaparece morta em praia de Alagoas Imagem: Divulgação/Instituto Biota de Conservação

A baleia da espécie Fin que foi devolvida ao mar após 26 horas encalhada, entre segunda-feira e ontem, na praia do Carro Quebrado, no município da Barra de Santo Antônio, litoral norte da Grande Maceió, reapareceu morta na manhã de hoje em uma praia vizinha no mesmo município alagoano.

O animal retornou ao mar após uma força-tarefa no fim da tarde de ontem, quando voluntários aproveitaram a maré cheia, por volta das 16h30, para devolvê-lo ao oceano. A operação emocionou os presentes, como mostra um vídeo gravado no momento em que a baleia conseguiu nadar e deixar o local.

A morte da baleia causou tristeza a todos que acompanharam a operação.

Imagem: Divulgação/Instituto Biota de Conservação

“A gente isolou a área aqui, está esperando a retroescavadeira para tentar subi-la e começar a necropsia. O ideal é que ela já seja aberta próximo da onde vai ser enterrada porque a gente, conforme vai abrindo o animal, já vai botando as partes menores dentro da vala, evitando que o mar leve esses pedaços”, explicou Bruno Stefanis, coordenador do Instituto Biota.

Ainda segundo ele, a baleia era fêmea e apresentava uma série de ferimentos pelo corpo. Ainda não se sabe a causa da morte.

Aparecimento e operação

Com 13 metros de comprimento, a baleia foi encontrada na segunda (20) por volta das 15h por moradores locais. Logo após a informação, biólogos e técnicos do Instituto Biota foram ao local e iniciaram uma operação para manter o animal estabilizado até que fossem reunidas condições para devolvê-lo ao mar.

Para manter a baleia viva, a equipe usou lençóis e jogou baldes de água durante a maré baixa. Uma equipe ficou à noite com o animal.

Para colocar devolver o animal, foi reunido um grupo de voluntários com pessoas do Instituto, das Secretaria de Meio Ambiente do estado e da prefeitura de Barra de Santo Antônio, Marinha, Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis) e ICMBio (Instituto de Conservação Ambiental Chico Mendes).

O peso da baleia não foi calculado, já que a circunferência dela não foi medida.

Fonte: UOL

Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta