Adolescente tatuado na testa em São Paulo não tentou furtar bicicleta, diz tio da vítima

0
441

Vando Rocha reiterou que, mesmo que o sobrinho tivesse furtado a bicicleta, a ação do jovem não justificaria “o absurdo” feito pela dupla, Adolescente de 17 anos sofre com a dependência de álcool e drogas, segundo o tio Foto: Reprodução / Youtube

Tio do adolescente de 17 anos que teve a testa tatuada com a frase “eu sou ladrão e vacilão”, Vando Rocha negou que o sobrinho tenha tentado furtar a bicicleta de um homem sem perna. O jovem foi tatuado pela dupla Maycon Wesley Carvalho dos Reis e Ronildo Moreira de Araujo, em São Bernardo do Campo (SP), na sexta-feira (9), sob a acusação de que teria tentado levar a bicicleta.

Em entrevista ao programa Timeline Gaúcha, Rocha relatou que o sobrinho sofre com a dependência de álcool e drogas. Ele ainda reiterou que, mesmo que tivesse furtado a bicicleta, a ação não justificaria “o absurdo” feito pela dupla, que está presa desde a madrugada de sábado (10) por tortura. Segundo o site G1, o crime ocorreu nas escadarias de uma pensão na cidade da região metropolitana de São Paulo, onde o adolescente teria sido obrigado a sentar em uma cadeira de plástico do lado da porta de acesso a uma lavanderia do local.

Infelizmente, ele é usuário de drogas, estava alcoolizado, viu a porta aberta, entrou e parou na bicicleta. Quando a bicicleta caiu e ele foi pegar para levantar, o rapaz (vizinho da pousada) viu. Achou que ele estava roubando, chamou o tatuador e nessa já prendeu o moleque, perguntando se ele queria fazer uma tatuagem. Ele, meio alcoolizado e na inocência, falou para os caras que poderiam fazer a tatuagem — conta Rocha.

Postado: pelo Site caririverdade.com

G1

SEM COMENTÁRIOS