Quase pronto, Rodrigo Andrade esquenta disputa no meio-campo do Fortaleza

0
103

Jogador completa quase 50 dias sem jogar, mas aos poucos recupera sua antiga forma e vai virar opção ainda no Estadual Rodrigo Andrade foi um dos principais destaques do Leão na Série C e havia começado bem a temporada 2017 Foto: Kid Júnior

A queda sobre o ombro esquerdo, ocorrida no dia 2 de fevereiro, em jogo contra o Maranguape, já ficou para trás. Como também o abalo emocional, o receio de passar muito tempo parado, da mesma forma. Todo o período de inatividade de quase 50 dias também está aos poucos sendo superado pela dedicação do jogador e do grupo de profissionais que o acompanha. Tudo isso aproxima mais e mais o meia Rodrigo Andrade do retorno ao jogos oficiais do Fortaleza.

“Se passarmos pelo Tiradentes, já quero voltar a jogar nas semifinais. Esse é o meu desejo”, confidenciou o jogador, após realizar o treino de transição, no campo da Escola de Aprendizes Marinheiros.

Operado pelo médico Fernando Landim, Rodrigo Andrade retirou os pinos da cirurgia no ombro, no qual teve uma luxação acrômio-clavicular, há 10 dias, mas já vinha trabalhando a parte física, para não perder muito de sua condição atlética.

Rodrigo diz que aprendeu muito com esse tempo inativo, afirmando até que nem se lembra exatamente qual foi o jogador que o desequilibrou para cair sobre o braço. “Sempre procuro tirar o lado bom das coisas. Vi a contusão do Rafael Costa (atacante do Ceará), que ficará seis meses inativo. Poderia ser pior comigo, por exemplo, mas graças a Deus não foi nos membros inferiores. Estou me sentindo bem e cada vez mais próximo do retorno aos jogos. Dentro de 10 dias, já estarei liberado para o professor Marquinhos Santos”, disse o jogador.

Durante todo o tempo inativo, o jogador disse que encontrou forças na família. “Fiquei mais tempo em casa, quando não estava em tratamento, com o meu filho e sempre pegando sugestões com o meu irmão que também é atleta e educador físico, o Bruno Andrade”, contou.

Pelas redes sociais, Rodrigo Andrade acompanha sempre as manifestações de carinho dos torcedores, que dizem a ele, o tanto que fez falta ao time. “Houve jogadores que me substituíram muito bem, mas fico feliz com o carinho do torcedor”, continuou o atleta.

“Ele tinha a previsão de voltar com 12 semanas, mas vem reagindo bem e está retornando entre a sétima e oitava semana. Está em boas condições e já realizando o trabalho de transição, o que nos anima bastante. Se nos classificarmos, ele estará presente na reta final do Campeonato Cearense”, disse o médico Rafael Costa, do Leão do Pici.

Diário do Nordeste

Postado: pelo Site caririrverdade.com

SEM COMENTÁRIOS