terça-feira , junho 18 2019
Home / Destaque / Empresária é assassinada por companheiro, que morre após jogar carro em caminhão na RMF

Empresária é assassinada por companheiro, que morre após jogar carro em caminhão na RMF

Feminicídio aconteceu na manhã desta quinta (9) em São Gonçalo do Amarante A vítima queria se separar do companheiro, que não aceitava a separação segundo uma testemunha Reprodução /Facebook

Uma empresária de 40 anos foi assassinada pelo companheiro dentro da residência do casal durante a manhã desta quinta-feira (9) em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza. Após o feminicídio, o o homem saiu dirigindo e jogou o carro contra um caminhão na BR-222. Ele morreu na hora.

A empresária, identificada como Raimunda Renata Ferreira Herculano, foi encontrada morta dentro do quarto, ao lado da cama. dela. Ao lado do corpo foi encontrado um estilete.

Uma testemunha informou no local do crime que a vítima tinha dito que queria se separar do companheiro, Francisco Cláudio Ferreira Rodrigues, com que vivia há cerca de 15 anos. Mas ele não estava aceitando a ideia de terminar o relacionamento.

O casal morava nos fundos de uma loja de roupas infantis, que pertencia à vítima. Na residência, moravam com ele dois filhos do casal, uma filha de Renata de outro relacionamento, e um sobrinho de Cláudio.

Com o casal moravam dois filhos deles, uma filha de Renata de outro relacionamento, e um sobrinho de Cláudio Reprodução/Facebook

Um parente, que pediu para não ser identficar, disse que o crime foi uma “surpresa para os familiares“. De acordo com ele, foi a polícia quem informou à família que o companheiro de Renata havia morrido após a colisão no km 47 da rodovia BR-222.

A Polícia Rodoviária  Federal (PRF), enviou uma equipe ao local da batida. O motorista do caminhão se apresentou em uma unidade policial. Segundo ele, Cláudio invadiu a contramão e jogou o carro contra o outro veículo.

Equipes da Polícia Civil do Ceará (PCCE) e da Perícia Forense do Estado (Pefoce) foram acionadas os locais das mortes. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE), a Delegacia Metropolitana de São Gonçalo do Amarante investigará o caso.

Fonte: Diário do Nordeste
Postado: Pelo repórter Michel Dantas do site caririverdade.com

Deixe uma resposta